Cesar do Acordeon, Conjunto Retratos e Barbosa (Parte 3)

qua, jun 15, 2011

Artistas, Chorinho Brasil TV, Programa

Cesar do Acordeon, Conjunto Retratos e Barbosa (Parte 3)

Programa Chorinho Brasil, do Sábado do dia 4 de Junho de 2011, foi uma grande festa onde recebemos em nossa sala de visitas, Cesar do Acordeon um dos interpretes na linha de Orlando Silveira,  com o acompanhamento do Conjunto Retratos – Alex Mendes (Bandolim), Cesar (violão de 7 cordas), Fernandinho (cavaco) e Donizeti (pandeiro e percussão), e eis que durante o Programa, aparece Barbosa, pandeirista que acompanha o grande Cesar do Acordeon a anos, e que deu mais balanço ainda para esse encontro maravilhoso.

Os ouvintes curtiram diversas interpretações, desde o Choro de Jacob do Bandolim, o Samba de Noel Rosa até o baião de Luiz Gonzaga, realizadas direto do estudio da Rede Boa Nova de Rádio, cujo telefone ficou congestionado com a quantidade de ligações vindas das mais variadas regiões deste Brasil.

Contamos com os chorões de plantão!!!

João Tomas do Amaral

Confira as interpretações de “Marocas” de José Antônio da Silva Callado “Tico-Tico no Fubá” de Zequinha de Abreu.




, , , , , ,

8 Comentários para “Cesar do Acordeon, Conjunto Retratos e Barbosa (Parte 3)”

  1. Almir Bacana Says:

    Bom dia pessoal do Chorinho Brasil, eu o Almir Bacana, músico,cantor e produtor. Gastaria de apresentar à vocês o meu grupo de Choro e Samba.

    O grupo Pixin-Bodega surgiu no final de 2010, quando jovens e experientes instrumentistas decidiram se reunir e chamar para si a responsabilidade de homenagear um dos maiores mestres da música popular brasileira: Alfredo da Rocha Viana Filho, mais conhecido como Pixinguinha. Sem dúvida, esta é a maior influência do grupo que, além de interpretar suas canções, conta histórias das músicas e da carreira deste grande artista. Outros ícones que influenciam a sonoridade do grupo são: Jacob do Bandolim, Altamiro Carrilho, Waldir Azevedo e K-Ximbinho. Este último inspirou a escolha do nome do grupo, que faz referência a um choro deste compositor chamado “K-xim-Bodega”, no caso uma junção dos nomes de K-Ximbinho com o saxofonista Zé Bodega, irmão de Severino Araújo. A introdução do prefixo “Pixin” é parte da homenagem a Pixinguinha. O repertório passeia por clássicos do choro como “Vou Vivendo”, “Santa Morena”, “Doce de Coco” e “Carioquinha”, e também explora peças não tão conhecidas do gênero, em versões que flertam com o jazz, o tango, o frevo e a funk music, tais como: “Auto-plágio” e “K-xim-Bodega”, de K-Ximbinho; “Um a zero”, de Pixinguinha, Benedito Lacerda e Nelson Ângelo, “Nenê”, de D. Pecci e “Enigmático”, de Altamiro Carrilho. Os grandes nomes do samba também são homenageados pelo grupo, através de músicas como “Foi um rio que passou em minha vida”, de Paulinho da Viola, e “Você passa eu acho graça”, de Ataulfo Alves, entre tantos outros clássicos do gênero. O grupo é formado por Pedro Silva (Clarineta), graduando em licenciatura em música da UNIRIO; Jorge Mendes (Voz e Violão de 7 cordas), bacharelando em Arranjo na UNIRIO; Sérgio Zoroastro (Voz e Cavaquinho), formado em harmonia no Centro Musical Cigam; Luisinho Souza (Voz e Percussão), Diretor de Harmonia do Bloco Império da Folia, fez parte dos grupos “Berço do Samba” e “SambaZéSamba”, possui mais de 20 anos de experiência na música; Almir Bacana (Percussão), músico com mais de 20 anos de experiência e coordenador de diversos projetos musicais; Lauro Mesquita (Voz e Percussão), há onze anos membro do núcleo artístico do Bloco Escravos da Mauá e diretor do Bloco Volta,Alice desde a sua fundação, há seis anos.
    Em 2011, o grupo já realizou diversos shows, com destaque para a apresentação do Dia Nacional do Choro, no Espaço Rio Carioca, e as exibições na Feira do Rio Antigo, na Feira da Praça General Glicério e no Bar Petit Paulette. Conhecer o trabalho do Pixin-Bodega é reviver e celebrar a história da música popular brasileira. Confira o resultado desta brasilidade em: Blog: http://www.pixinbodega.blogspot.com Facebook: Pixin Bodega Youtube: Pixin-Bodega Contatos: Léo Minervini (Produtor) – (21) 9814-1880 leo.minervin@gmail.com / pixinbodega@gmail.com

    O grupo Pixin-Bodega estará dia 11 de setembro se apresentando as 19 horas no Casarão de Austrégesilo de Athayde, que fica na rua Cosme velho,599. Prestando uma homenagem a Pixinguinha.Ingressos 15,00.

    http://www.youtube.com/watch?v=lXoUQC5HzRU

  2. Almir Bacana Says:

    Aproveito a oportuunidade para parabeniza-lo pelo brilhante trabalho que você vem desenvolvendo com esse trabalho voltado para o Chorinho.

    Almir Bacana

  3. João Tomas do Amaral Says:

    Olá, Almir Bacana!!!

    O nosso agradecimento por sua visita ao nosso Portal Chorinho Brasil, bem como por suas informações a respeito do grupo Pixin-Bodega, com trabalho dedicado ao Choro e ao Samba. Destacamos que a indicação dos compositores que integram o repertório do grupo não deixa a menor dúvida quanto a qualidade do passeio musical proporcionado aos apreciadores e admiradores de nosso cultura musical.

    Prezado Almir, aproveito para deixar a sua disposição a possibilidade de envio de material para divulgarmos em nosso Portal, bem como em nosso Programa Chorinho Brasil, com emissão pela Rede Boa Nova de Rádio, aos sábados, a partir das 15 horas (Horário de Brasilia). Assim, aguardamos contato para o recebimento de algum material como CD ou outra midia que possibilite a veiculação pelas ondas de nossa emissora, também é possível uma entrevista por telefone para divulgação do trabalho do grupo Pixin-Bodega.

    Aguardamos contato, enviando os meus cumprimentos e o nosso abraço.

    Contamos com os Chorões de plantão!!!

    Até a próxima!!!

    João Tomas do Amaral

  4. Almir Bacana Says:

    Blog: http://www.pixinbodega.blogspot.com
    Facebook e Orkut: Pixin Bodega
    twitter.com/pixinbodega
    Contatos:ALMIR BACANA
    Contatos: (21)

    Aproveito a oportunidade para lhes enviar links de apresentação do Pixin-Bodega na General Glicério em Laranjeiras.Conforme eu já falei, encontros como esses acontecem todos os sábado.

    //www.youtube.com/watch?v=lXoUQC5HzRUhttp:
    //www.youtube.com/watch?v=M9bTp7D32nYhttp:
    //www.youtube.com/watch?v=X1zYAgIjP4g

  5. João Tomas do Amaral Says:

    Olá, Almir Bacana!!!

    O Portal Chorinho Brasil, mais uma vez, agradece o compartilhamento com os nossos visitantes e ouvintes sobre bons eventos que envolvem a boa música brasileira. Reforçando que a nossa música é das mais importantes em todo o mundo, bem como esse reconhecimento ocorre em todo o planeta.

    Contamos com os Chorões de plantão!!!

    Até a próxima!!!

    João Tomas do Amaral

  6. Almir Bacana Says:

    Olá pessoal do Chorinho, tudo bom com vocês. Mais uma vez trago novidades, pois o grupo Pixin-Bodega, está colhendo assinatura, para uma rica e importante homenagem. Por favor ajude a divulgar o abaixo-assinado «Para a mudança de nome da “Ilha Central, que é uma continuação da Rua General Glicério” ou Praça General Glicério para “Praça Pixinguinha” ». A melhor maneira…
    http://www.peticaopublica.com.br
    Os músicos, artesões, feirantes, comerciantes, freqüentadores e simpatizantes da Feirinha Cultural da Rua General Glicério, através deste abaixo assinado. Está será a primeira praça com o nome do Mestre Pixinginha. Um forte abraço em todos. Esperamos um dia poder falar istoao vivo para vocês.
    Abraços.
    Almir Bacana

  7. João Tomas do Amaral Says:

    Prezado Almir Bacana!!!

    Agradecemos a sua visita e contribuição no Portal Chorinho Brasil, e desejamos sucesso na empreitada para a coleta de assinaturas visando o encaminhamento de justa homenagem a Pixinguinha com a atribuição da denominação de seu nome à Praça.

    Gostaria de obter contato com o grupo Pixin-Bodega para divulgarmos tanto no Portal quanto no Programa Chorinho Brasil, veiculado pela Rede Boa Nova de Rádio, aos sábados, a partir das 15 horas, horário de Brasilia.

    Contamos com os Chorões de plantão!!!

    Até a próxima!!!

    João Tomas do Amaral

  8. Almir Bacana Says:

    Olá pessoal do Portal Chorinho Brasil, mais uma vez estou aqui para falar um pouco mais de “choro”. No dia 20 de abril, tivemos a oportunidade de participar com o Grupo Pixin Bodega do primeiro trem do Choro. Evento esse organizado pelo grupo cultural 100 % Suburbano.
    Grande sacada, pois, o trem saiu Central do Brasil, com um vagão repleto de chorões, tocando várias composições de nossos mestres.
    Ao chegar em Olaria, o destino foi a Praça Ramos Figueira, está fica bem próximo a casa em que Alfredo da Rocha Viana “Pixinguinha”, morou durante 32 anos. Linda homenagem à todos os mestre do chorinho brasileiro. Os músicos chegaram juntos, ninguém ficou de fora daquela festividade.


Escreva um comentário