“Garoto, um inovador genial” por Mario Albanese

sex, mar 21, 2014

Artistas, Vivendo o Choro

“Garoto, um inovador genial” por Mario Albanese

Garoto, Aníbal Augusto Sardinha, ilustre luso descendente, concebeu paradigmas inusitados para o violão como A pestana oblíqua. A pestana feita com o dedo 4 ou 2. O uso do dedinho na mão direita. O uso do polegar da mão direita para cima e para baixo como se fosse uma palheta.

Por essas inovações foi qualificado por Atílio Bernardini como aluno rebelde. Pudera, Garoto tinha o dom e nasceu músico!
Sílvio Santisteban fez uma brilhante demonstração prática dessas novidades e a complementou executando: Canção Portuguesa, Nick Bar, Duas Contas e Amor Indiferença. De fato, seu espírito renovador contribuiu também para a evolução da harmonia caracterizadamente original, rica e exuberante, que transformou o quadro tradicional existente àquela época.
Infelizmente , Garoto nos deixou com apenas 38 anos, aos 3 dias de Maio de 1955.
Bonfim – João Alves da Silva interpretou Meu Amigo Garoto, de Mário Albanese e Tristeza de um Violão, do Garoto.
Na seqüência Bonfim e Sílvio Santisteban, interpretaram Fim de Semana em Guarujá, um Jequibau de Mário Albanese e Ciro Pereira, um 5/4 de pulsação única e verdadeira, um Novo Ritmo que consolidou-se como Gênero de Música depois de 48 anos do seu lançamento oficial.
Alex Mendes, criador do Conjunto Retratos apresentou-se ao bandolim escorado pelos violões de Sílvio e Bonfim, interpretando Amoroso e Gente Humilde, ambas do Garoto.

O pensamento cria, o desejo atrai e a fé no trabalho realiza!

Com particular consideração e amizade,
Mário Jequibau Albanese.



, ,

2 Comentários para ““Garoto, um inovador genial” por Mario Albanese”

  1. Marcello Laranja Says:

    Cumprimentos ao maestro Mário Albanese – ao lado dos parceiros Raphael Pirágine e Ivo Araujo (in memoriam)- pelo lançamento do livro “GAROTO, O GÊNIO DAS CORDAS” e pelos textos sempre corretos e primorosos.
    Abraços
    Marcello (Clube do Choro de Santos)

  2. João Tomas do Amaral Says:

    Olá, Marcello Laranaja!!!

    Certamente os depoimentos de Mário Albanese, Raphael Piragine e Ivo Araújo contribuem para ampliar o universo de conhecimento sobre o Mestre Garoto – Aníbal Augusto Sardinha -, infelizmente, ainda com pouco reconhecimento do grande público brasileiro.

    Contamos com os Chorões de plantão!!!

    Até a próxima!!!

    João Tomas do Amaral


Escreva um comentário